Tag: pilates

ORTOPEDIA

ORTOPEDIA ESPORTIVA

Ortopedia é a área da medicina especializada na prevenção e tratamento de lesões e traumas.

O ortopedista realiza avaliação, acompanhamento e prevenção de lesões no atleta e esportista profissional, amador ou eventual e também em não atletas. É papel fundamental do ortopedista tratar de lesão clinica ou cirúrgica, além de orientar e acompanhar a reabilitação para o retorno ao esporte e as atividades habituais.

Pacientes com lesões e doenças pré-existentes podem praticar atividade física sob a orientação médica. Para isso devem realizar avaliação pré-prática esportiva com o objetivo de investigar possíveis riscos de eventos cardiovasculares com a prática inadequada de atividade física. Após a investigação e identificação de fatores de risco, serão orientados para a prática da atividade física com intensidades mais adequadas à suas condições.Segundo o Colégio Americano de Medicina Esportiva e a Sociedade Americana de Cardiologistas, a atividade física moderada melhora a função cardiorrespiratória em pessoas sedentárias, assim como diminui o risco de infarto e acidentes vasculares cerebrais.

Para os idosos a atividade mais recomendada é o exercício funcional que melhora a habilidade motora, coordenação, equilíbrio e agilidade. Deve ser realizado 2 a 3 vezes por semana e têm como exemplo o Tai Chi, a Yoga, o Pilates e a Musculação.

Esses exercícios ajudam a prevenir quedas e lesões nos idosos, mas são ideais para todas as idades e tipos de treinamentos. São também os mais utilizados pelos grandes atletas da natação e atletismo americanos, fazendo parte de seu treinamento de força e resistência.

Por fim, para pessoas com problemas posturais, exercícios aeróbicos em aparelhos elípticos e pilates são importantes para prevenção da dor e sua recorrência. Esses exercícios aliados à ginástica postural são utilizados como manutenção do tratamento com RPG e fisioterapia postural. Vale lembrar que o fortalecimento da musculatura paravertebral, abdominal e pelve que estabilizam o centro de gravidade do corpo, o CORE. Esse tipo de exercício, além de prevenir lombalgias e ajudar a manter a boa postura, também permite a estabilização dinâmica e estática do corpo, melhora a coordenação motora e previne lesões.

Essa é outra modalidade esportiva utilizada por atletas olímpicos de diversas modalidades como treinamento para melhorar o desempenho e manutenção da força de diversos grupos musculares, evitando lesões.